Antonio Roque Citadini


Na sexta-feira da semana passada, dia 5, o Corinthians recebeu uma visita especial, a do Cardeal D. Paulo Evaristo Arns. Quem esteve no clube naquele dia, sócio, atleta ou funcionário, compartilhou a mesma  emoção do presidente Dualib e de seus companheiros de diretoria. Gentil, risonho, modesto, parecia irreal aos que conhecem sua trajetória de pastor de almas, dedicado 24 horas por dia à sua missão espiritual e ao socorro dos sofredores, guerreiro indomável quando foi preciso enfrentar os generais da Ditadura Militar para tentar livrar da tortura e da morte os brasileiros tidos como inimigos do regime.

Esse pastor é corintiano!

D. Paulo contou-nos como se tornou corintiano, logo após mudar-se para São Paulo e como acompanha a vida do clube. Lembrou ter sido indicado pelo Arcebispo D. Agnelo Rossi para celebrar a missa pela alma de Lidu e Eduardo, os dois que morreram em um acidente de carro, nos anos 60 e que deixaram a Nação Corintiana de luto. D.Paulo fez questão de visitar as dependências do clube, de se informar sobre o Centro de Itaquera e do trabalho com as crianças pobres, muitas vezes subnutridas e doentes que vêm para as divisões de base. Como autêntico torcedor, emocionou-se na visita à sala de troféus. E no restaurante, onde almoçou, trocou cumprimento e chegou a conversar com jogadores como Vampeta, garotos dos times mirins e quem quer que se aproximasse. A visita rendeu um presente inesperado para o Clube: D. Paulo revelou, ao que parece em primeira mão, que está escrevendo um livro sobre o Corinthians e que gostaria de fazer o lançamento no Clube. O presidente Dualib e todos os que ouviram a revelação ficaram nas nuvens.

O titulo diz tudo sobre D.Paulo e seu amor à humanidade: CORINTIANO GRAÇAS A DEUS ! Aguardem.


O Expresso, Capão Bonito/SP, 20/12/2003.